Facebook Twitter Google RSS

23 de setembro de 2016

Altar wicca e instrumentos magicos

Eduardo Klinger     20:33  

Ferramentas e Instrumentos

Há muitas ferramentas e instrumentos usados na feitiçaria. Esta seção tem o propósito de descrever
nossas ferramentas e instrumentos gerais, portanto pode haver alguns artigos especializados que não estejam incluídos. As ferramentas estão menciona¬ das em ordem alfabética e não em ordem de importância ou uso. Lembre-se de que antes de ser usado no círculo, qualquer instrumento ou ferramenta deve ser purificado e consagrado. Existe um rito de consagração descrito AQUI e ele, ou um outro semelhante de sua própria autoria, deve ser usado com todos os instrumentos e ferramentas novos. Uma vez que a ferramenta seja purificada e consagrada, ela deverá apenas ser manuseada por
outras pessoas que se consagraram ao Deus e à Deusa.

Os instrumentos básicos são:

  • Altar
  • Atame
  • Besom
  • Boline
  • Caldeirão
  • Cálice
  • Espada
  • Incenso
  • Incensário
  • Recipiente para água
  • Recepiente para sal
  • Sálvia purificadora
  • Símbolo do pentagrama
  • Toalha do altar
  • Varinha
  • Velas das quatro direções
  • Velas do altar
  • Roupas e adornos

Altar

Seu altar poderá ser permanente ou algo que você monte cada vez que precisar, ou pode ter ambos. Deve ser suficientemente grande para
Colocação dos Objetos do Altar.
conter três velas (vela da Deusa, vela do Deus e vela do altar), assim como recipientes para sal e água, os atames da Suma Sacerdotisa e do Sumo Sacerdote, e o incensário. Outros objetos, como um pequeno caldeirão (ou cálice, dependendo do rito a ser realizado) e seu Livro das Sombras podem também ser colocados no altar, se houver espaço. Embora tenhamos um altar permanente dentro de casa, eu utilizo um pequeno tamborete de madeira, que minha filha fez em uma classe de marcenaria na escola, para uso externo. É fácil de transportar e serve muito bem quando coberto por uma toalha de altar.

Atame

O atame é geralmente uma faca de dois gumes, de cabo escuro, com uma lâmina de cerca de dez a treze centímetros de comprimento. Os fios da lâmina não são afiados. Esta é uma ferramenta usada em muitos ritos e rituais e, geralmente, não é considerada uma arma. E usada para marcar o perímetro do círculo, para mexer o sal e a água usados na consagração do círculo, e como implemento para talhar palavras ou símbolos em velas usadas em mágikas. Pode também ser usado como representação fálica em ocasiões como um Grande Rito simbólico. O atame é uma ferramenta pessoal e pode ser marcado no cabo ou na lâmina com seu glifo pessoal ou representação de seu nome no Ofício, adotado na iniciação. Seu atame deve ser envolto em um pano branco e guardado em segurança em um recipiente branco.

Besom

O besom é uma vassoura sagrada, usada para varrer quaisquer energias que se encontrem ao redor da área em que vai ser lançado o círculo. Eu, pessoalmente, não possuo um besom e ainda preciso en¬ contrar uso para ele, pois continuo confiando na sálvia para purificar e limpar a área em preparação para um ritual; mas isso depende de cada um. Caso sinta necessidade de usar um besom, faça-o. Em geral podese encontrar uma vassoura pequena em lojas de artesanato ou de artigos caseiros. Se necessário, faça o seu com o cabo de uma vassouravelha ou qualquer pedaço de madeira de tamanho suficiente e um feixe de palha ou capim preso a uma das extremidades.

Boline

O boline, ou faca de cortar ervas, é uma faca pequena muito afiada, com cabo branco e uma lâmina curva semelhante a uma pequena foice. A lâmina geralmente é feita de cobre, não de aço. O boline é usado para cortar ervas e para nada mais, e você é quem decide se vai ou não precisar de um. Deve ser guardado em segurança quando não estiver sendo usado.

Caldeirão

O caldeirão pode ter muitos usos, como conter uma pequena fogueira, no Beltain, ou funcionar como contraparte feminina do atame masculino em um Grande Rito simbólico. É também usado para queimar encantamentos usados no trabalho ou solicitações escritas às divindades por integrantes
do Coven durante alguns rituais. Há caldeirões de vários tamanhos, e o tamanho do seu depende do uso que deseja fazer dele. Nós usamos um pequeno, com capacidade de um litro aproximadamente, o que nos parece adequado para nossas necessidades. Pode-se usar qualquer panela de ferro, mas os caldeirões pretos antigos, com tripé, alguns decorados com o pentagrama, são encontrados apenas em lojas especializadas.

Cálice

O cálice é uma taça de vidro ou metal e é outro desses instrumentos para os quais encontro poucas aplicações. Pode ser usado no rito de iniciação, quando brindamos o Senhor e a Senhora, e também como representação vaginal em um Grande Rito simbólico. Alguns Covens também usam um único cálice no Rito do Bolo e da Cerveja, passando-o ao redor do círculo após ter sido abençoado pelo Sumo Sacerdote. Entretanto, seus usos são um tanto limitados, e não achamos necessário adquirir um para nosso Coven. Podem ser adquiridos, com ou sem pentagrama, na maioria das lojas especializadas.

Espada

A espada é mais um dos instrumentos do Coven para o qual, pessoalmente, jamais encontrei uso, embora alguns prefiram-na ao atame quando lançam o círculo. A escolha é sua, mas parece-me uma ferramenta desnecessária, uma vez que o atame funciona muito bem.

Incenso e Incensário

O tipo de incenso usado em qualquer ritual depende do propósito do ritual. VEJA ESTE POST AQUI, que indica os tipos de incenso e dá sugestões quanto a suas funções, mas de um modo geral, acho que o sândalo parece ser muito eficiente como incenso genérico para a maioria das ocasiões. Pode-se usar incenso em vareta, cone ou pó, mas creio que as varetas queimam com mais segurança e apresentam menos problemas que os outros. Para os cones e pós precisa-se de um incensário, mas apenas alguma forma de porta-incenso para as varetas. Esses artigos podem ser encontrados praticamente em qualquer loja especializada. A queima de incenso representa os elementos do ar e do fogo no processo de consagração do círculo e em alguns ritos de iniciação ou dedicação.

Recipiente para Água

A água é outro agente purificador do círculo. O recipiente deve ser uma vasilha que possa conter água sem vazar, ou que seja de tamanho suficiente para acrescentar-lhe três pitadas de sal e misturá-las com seu atame. Além de purificar o círculo, a mistura de água salgada também é usada em alguns ritos de consagração e de iniciação. Eu tenho um mini caldeirão, com mais ou menos a capacidade de uma xícara, que serve muito bem para este propósito. Se usar um recipiente de ferro, não se esqueça de enxaguá-lo e secá-lo muito bem antes de guardá-lo, para que não enferruje.

Recipiente para Sal

O sal é um dos agentes de purificação (representando a terra) usados para formar o círculo, e geralmente é posto em um prato de vidro ou concha marinha, preferindo-se a concha. Qualquer tipo de sal serve e apenas três pitadas são suficientes para misturar na água. A água salgada representa então os elementos terra e água na consagração do círculo e em alguns ritos de iniciação ou dedicação.

Sálvia Purificadora

A sálvia geralmente é encontrada em pequenos feixes, nas feiras livres e em lojas especializadas. Uma vez acesa, solta uma quantidade considerável de fumaça cinza-esbranquiçada, que é um agente purificador usado para remover quaisquer energias negativas ou indesejáveis da área na qual
vai ser lançado o círculo. A sálvia deve ser usada quando um círculo é lançado em um novo local e, posteriormente, todas as vezes que os participantes sentirem que uma limpeza seja necessária.

Símbolo do Pentagrama

O pentagrama é um símbolo básico da feitiçaria. É o ponto central do trabalho de encantamento e geralmente é colocado sobre ou na frente do altar. Algumas toalhas de altar trazem esse símbolo, ou, se sua toalha for feita em casa, você poderá comprar um quadrado de cerâmica ou tripé com o pentagrama, para colocar no altar. A vela do altar pode ser posta sobre o pentagrama ou ele pode ser usado como apoio para os atames da Suma Sacerdotisa e do Sumo Sacerdote. As cinco pontas do pentagrama representam os elementos do espírito, terra, ar, fogo e água.

Elas também podem ser identificadas em alguns ritos ou rituais como Nascimento, Iniciação, Realização, Repouso e Morte.

Toalha do Altar

A toalha do altar geralmente cobre a parte de cima e a frente do altar. Sua cor representa a estação, com as cores pastel geralmente usadas na primavera e começo do verão, vermelho ou verde escuro no verão e início do outono, e laranja ou preto no outono e inverno. Não somos tão específicos em matéria de cores em nosso Coven, usando o branco do Imbolc até o Litha e preto do Lughnasadh até o Yule. A toalha do altar não deve ser usada para qualquer outro propósito; deve ser dobrada e guardada quando não estiver sendo usada.

Varinha

Como o besom e a espada, a vara de condão é algo que nunca usei. Há muitos rituais escritos que especificam seu uso, mas, novamente, sinto que esta é uma escolha pessoal, uma vez que o atame funciona muito bem no lugar da vara. Entretanto, caso sinta necessidade de uma vara de condão,
providencie uma. Provavelmente é preferível fazê-la você mesmo, com um ramo de árvore de comprimento adequado, que possa ser aparado, areado e marcado como você desejar.

Velas das Quatro Direções

Há quatro quadrantes usados na organização de um círculo, às vezes
chamados de Guardiães ou Atalaias das Torres, cada um representado por
uma vela colorida: amarelo para o Leste (ar), vermelho para o Sul (fogo),
azul para o Oeste (água) e verde para o Norte (terra). As velas são coloca¬
das nos pontos cardeais correspondentes no círculo e formam o perímetro
externo do círculo que você traça com seu atame.

Velas do Altar

Há geralmente três velas no altar: uma branca, da Deusa, uma vermelha,
do Deus, e uma vela do altar que representa o ritual ou rito que está
sendo realizado. A cor da vela do altar para cada Sabá é sugerida nos pará¬
grafos do Capítulo 4 que detalham os Sabás individuais, e pode também ser
encontrada na Tabela 2 ao final deste capítulo. Vários tipos de castiçais ade¬
quados podem ser encontrados nas lojas especializadas. Preferimos usar ve¬
las votivas a círios, uma vez que, quando trabalhamos ao ar livre, o invólucro
de vidro das velas votivas protege um pouco a chama do vento.

Roupas e Adornos

O tipo de roupas que você usar é de sua total escolha. Se preferir
trabalhar nu, isso também será escolha sua. Trabalhar nu, mesmo em um
pequeno Coven, nem sempre é prático, pois cada participante deve concordar
plenamente e saber em que rituais isso vai acontecer — nada de
surpresas!
Eu tenho um camisolão com capuz, até o pé, verde-floresta, que uso
para os Altos Sabás e outras ocasiões especiais como consagrações ou
iniciações. Fora isso, os membros de nosso Coven geralmente trabalham
com roupas normais que refletem as cores da estação ou do Sabá. Você
pode usar os adornos que desejar. Nossos membros em geral usam uma
corrente com o pentagrama em um círculo, e eu sempre uso meu anel com
o pentagrama, esteja onde estiver. Camisolões e mantos podem ser com Iniciando
prados em lojas especializadas. Se desejar ir mais além e realmente vestirse
para a ocasião, então camisas, calças e sapatos medievais e até clássi¬
cos podem ser comprados nas lojas especializadas.

,

Quem sou Eu?

Astrólogo, Tarologo e graduando de Filosofia.

Já pensou?

RECEBA HORÓSCOPOS GRÁTIS

Acompanhe o site

Contact

Nome

E-mail *

Mensagem *

Proudly Powered by Blogger.