Facebook Twitter Google RSS

24 de dezembro de 2016

Mitologia grega : Apolo deus grego

Eduardo Klinger     15:29  

Apolo deus grego
deus do sol

Raça: Deus Olímpico

Aspectos: Deus solar; Deus das artes; Deus da profecia; Deus da purificação; Deus da razão; Deus da fé; Deus da harmonia.

Cônjuge: Várias amantes

Filiação: Júpiter e Leto

Descendentes: Esculápio; Troilo; Orfeu; Aristeu.

Aliados: Diana; Mercúrio; Neptuno; Salácia; Febe; Éros; Fauno; Vênus; musas.

Plantas relaccionadas: Louro; hidraste; mirra; olíbano; benjoim; alecrim; canela; cravo-da-Índia; carvalho; limoeiro; capim-limão; laranjeira; eucalípto; poejo; crisântemo; cravo; girassol; anis.

Atributos e símbolos: Lira; coroa de louros; cristal; ouro; auréola solar; cisne.

Signo associado: Leão.

Festival romano:  23 de Setembro.

mitologia grega
Apolo é o Deus das artes, da perfeição (física e moral), da profecia, da pureza e da razão. No mundo tanto latino quanto helênico era chamado de Apolo, mas também costumava ser chamado de Febo entre os latinos. Apolo é irmão gémeo de Diana (Ártemis). Quando o Deus nasceu, na ilha de Delos, sete cisnes deram sete voltas ao redor da ilha, e acabando a séptima volta, Apolo nasceu. 

A primeira a nascer foi Diana, que mal acabou de nascer e já ajudou sua mãe a parir Apolo. Os cisnes levaram o Deus para o norte, e quando cresceu foi viver na Grécia. Mais tarde, quando resolveu ir à Delfos (não confunda com a ilha de Delos), a cidade estava dominada pela monstruosa serpente Píton, filha de Gaia. Apolo lutou contra a serpente e a matou. Após isso, Apolo recebeu devoção e adoração na cidade, recebendo o Oráculo de Delfos, que antes era posse de sua avó, Febe. A Apolo também eram realizados os Jogos Píticos, uma série de competições "olímpicas" de entretenimento em honra ao Deus.

O Oráculo de Delfos era o mais conhecido templo-oráculo entre os povos do Mediterrâneo. Nele trabalhavam as sacerdotisas de Apolo, chamadas "pitonisas". Sentadas num banco de três pilares sobre uma fenda no solo, as sacerdotisas recebiam a inspiração mediúnica do Deus (ou de espíritos da mesma vibração de Apolo), dizendo suas profecias e conselhos, de acordo com o que se procura. Das fendas saíam gases do subsolo. Embora fossem apenas gases subterrâneos, ainda pode ser usado como divinação, afinal, a Natureza é divina e possui essência divina.

Durante a Guerra de Tróia (leia a Ilíada), Apolo ficou a favor dos troianos, se tornando muito venerado em Tróia. Quando ele e Neptuno falharam na tentativa de destronar Júpiter, Apolo foi punido a cuidar do rebanho do rei de Tróia. Durante esse período de pastoreio, nasce seu irmão Mercúrio, que, ainda bebê, pregava-lhe peças, roubando seu rebanho de ovelhas. Ainda bebê, Mercúrio inventou a lira, que encantou Apolo, então este resolveu trocar o rebanho pelo instrumento. Mercúrio também inventou a flauta-de-pã, que trocou com o irmão pelo seu cajado de ouro para pastorear. O cajado se transformou no caduceu.

Apolo é considerado o mais belo dos Deuses, ele é símbolo da perfeição, e também da pureza. Muitas vezes ele é dito como pai das musas, e isso faz muito sentido, pois Apolo é Deus das artes, e as musas representam cada tipo de arte. Apolo vive entre as ninfas, ele já amou muitas ninfas, Deusas, mulheres e homens.

Apolo muito se assemelha a Éros, pois ambos são Deuses da perfeição e harmonia, e ambos são considerados belíssimos. O papel de Apolo nisso é lembrar às pessoas do Amor Primordial (Éros), e que devemos ser puros e viver em harmonia para chegar a Éros.

O Império Romano, ao longo dos tempos, foi devotando-se a Apolo junto com Hélio (culto ao Sol Invictus), que, com a vinda do cristianismo, seu culto foi substituido pelo de Jesus. Apolo possui aspectos bem parecidos com Jesus, como a pureza, a perfeição, o aspecto solar, a razão e a harmonia. Quando Apolo destruiu a serpente Píton, simbolizou a razão e a justiça destronando o caos. A principal imagem que o Deus nos transmite é o de que a harmonia leva à perfeição.


Em termos de dualismo divino, Diana e Apolo formam uma dualidade. Diana é a simplicidade, enquanto Apolo é a extravagância. Diana é a alma, a intuição, a lua, enquanto Apolo é o logos, a razão, o sol. Ambos são igualmente importantes na harmonia cósmica.

,

Quem sou Eu?

Astrólogo, Tarologo e graduando de Filosofia.

Já pensou?

RECEBA HORÓSCOPOS GRÁTIS

Acompanhe o site

Contact

Nome

E-mail *

Mensagem *

Proudly Powered by Blogger.